em

A história de Charles uma vida contada na música.

Charles Bradley nasceu em 5 de novembro de 1948 e veio a falecer em 23 de setembro de 2017 aos 68 anos decorrência de um câncer no estomago.

Após 10 meses de sua morte a necessidade de falar sobre a lenda do Soul e grande, muito pela sua música, pórem mais ainda pelo o que viveu antes do sucesso como artista.

Para entender o que foi Bradley como músico e necessário entender o que foi o mundo para Bradley.

Primeiramente Bradley foi criado pelos avós e só veio conhecer sua mãe com oito anos de idade quando foi morar no Brooklyn.

Em 1962 aos vinte anos de idade Bradley foi com sua irmã ao teatro para assistir James Brown. Charles ficou tão inspirado com o rei do soul que passou a imitar Brown tanto no estilo como na dança.

Charles viveu por dois anos como morador de rua é aqui podemos começar a entender suas músicas como a Why Is It So Hard (porque e tão difícil) nela o mesmo diz sobre a dificuldade de viver, o estresse da vida ou como nada parece que vai melhorar também podemos entender o titulo de seu primeiro álbum Not time for dreaming (sem tempo para sonhar).

Charles viveu a maior parte da vida na Califórnia em subempregos, sem luxo, sem dinheiro e sem fama.

Em 1996 sua vida começa a mudar quando sua mãe o chama para voltar para casa, pois ela estava doente e precisava de ajudar com o tratamento. Charles começa a se vestir de James Brown e tocar em casas de show com o nome de Black Velvet para conseguir pagar o tratamento de sua mãe.

Apenas em 2011 com 63 anos seu primeiro álbum foi lançado e o sucesso foi tremendo, valendo destacar a regravação da música Heart of gold (coração de ouro) de Neil Young em uma versão  Soul.

Em uma entrevista Charles e questionado o que ele mais gosta da fama e o mesmo responde : ‘’ Eu pude pagar minhas contas muito mais fácil!’’

A presença de palco, suas expressões faciais e modo de cantar impressionavam quem o via e por onde passava a admiração por ele só crescia.

Então em 2013 com 65 anos Charles lança seu segundo álbum Victim Of Love (vitima do amor) nele o mesmo conta sobre amor, paixões e desilusões, o seu álbum mais aclamado pela critica-nos mostra o lado romântico de Charles vale destacar a ultima canção do álbum denominada Trough the Storm (pela tempestade) o mesmo dedica essa música para todos que passaram pela sua vida que o ajudaram de alguma forma.

Em seu ultimo álbum denominado Changes de 2016 um ano antes de sua morte o destaque vai para a musica com o nome do álbum Changes do Black Sabbath no qual o mesmo regrava de uma forma primorosa e cheia de sentimentos.

Charles não teve muito tempo para desfrutar de sua fama, nem dos luxos da vida, mas o mesmo deixou uma mensagem de seguir em frente, lutar pelo que se acredita, ser critico no que este mundo tem errado e que para seguir em frente e necessário o amor não importando sua forma.

Bradley uma vez disse: ‘’Meu coração carrega dor, ferimentos e amor e colocar tudo isso em uma palavra e impossível e é isso que o soul e pra mim’’

Documentário sobre sua vida:

Soul of américa de 2012  

Discografia:

Not time for dreaming(2011);

Victim of love(2013);

Changes(2016).

Por ultimo um trecho traduzido da música Trough the storm : ’’Eu agradeço por me ajudar na tempestade, eu agradeço por me ajudar a continuar em meio à tempestade, tem sido um longo tempo e o mundo continua girando em meio à tempestade, quando o mundo te der amor é a vez do amor. Ele preenche sua alma. ’’

https://www.youtube.com/watch?v=rgnQYvzRDiQ

Rokk Core o mais novo American Bar da cidade

Viúva Negra: Filtro dos sonhos e mandalas